No dia 11 de Janeiro a investigadora do Centro de Ciências do Mar da Universidade do Algarve (CCMAR), Doutora Patrícia Pinto, visitou a escola sede do agrupamento Tomás Cabreira, tendo apresentado à comunidade escolar, o projeto “MicroWaste”, robótica para a monitorização e redução de microlixo, projeto que o agrupamento de escolas Tomás Cabreira (AETC) apoia e participa, numa parceria que pretende evoluir com os contributos da instituição académica, tecido empresarial e escolas da região do Algarve.

O AETC colabora ativamente neste projeto através da participação dos alunos do curso Profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos, dos membros do Clube Pr’Oceano e do Clube Ciência Viva, contribuindo com:

• O desenvolvimento de um dispositivo físico capaz de navegar em ambientes submersos, denominado Robot submarino, cuja capacidade permita auxiliar a equipa investigadora na recolha de amostras em ambiente aquático, tendo por objetivo a monitorização de diferentes tipos de microlixo presentes nos esgotos urbanos do Algarve e a sua proliferação nos ambientes marinhos;

• Criação de Website para anunciar, dinamizar e publicitar todas as atividades deste projeto, bem como demais observações e resultados.

Na apresentação proferida pela Investigadora doutora Patrícia Pinto, estiveram presentes os alunos das turmas 11.º 1 e 11.º 4, PGEI 2.º ano, PGEI 3.º ano e PEAC 3.º ano e os professores Olga Lima, Rui Dias e Filipe Guerreiro.

A professora responsável pelo acompanhamento deste projeto no agrupamento de escolas Tomás Cabreira, professora Carla Granadeiro, tomou a palavra como oradora, cabendo a si a responsabilidade de apresentar o robô submarino, tendo este sido desenvolvido no ano letivo anterior, com os alunos do curso Profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos, no âmbito do projeto ROV4ALL e que envolveu também o Clube Pr’Oceano.

Fez uma apresentação física do dispositivo na sua forma atual, precedida de uma demonstração presencial do seu funcionamento, mostrando as suas capacidades e potencialidades, promovendo ideias e sugestões para futuros melhoramentos, nomeadamente, a conceção de uma versão atualizada, tendo por finalidade uma adaptação eficiente ao projeto “MicroWaste”.

Durante a sessão a investigadora apresentou dois temas no contexto da sua área de investigação – “Disruptores endócrinos: quando as nossas hormonas são enganadas” e “Um retrato do mundo invisível: O microbioma e a sua importância na vida”.

Esta parceria reforça uma vez mais a preocupação do Agrupamento na defesa dos oceanos.

No dia 11 de Janeiro a investigadora do Centro de Ciências do Mar da Universidade do Algarve (CCMAR), Doutora Patrícia Pinto, visitou a escola sede do agrupamento Tomás Cabreira, tendo apresentado à comunidade escolar, o projeto “MicroWaste”, robótica para a monitorização e redução de microlixo, projeto que o agrupamento de escolas Tomás Cabreira (AETC) apoia e participa, numa parceria que pretende evoluir com os contributos da instituição académica, tecido empresarial e escolas da região do Algarve.

O AETC colabora ativamente neste projeto através da participação dos alunos do curso Profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos, dos membros do Clube Pr’Oceano e do Clube Ciência Viva, contribuindo com:

• O desenvolvimento de um dispositivo físico capaz de navegar em ambientes submersos, denominado Robot submarino, cuja capacidade permita auxiliar a equipa investigadora na recolha de amostras em ambiente aquático, tendo por objetivo a monitorização de diferentes tipos de microlixo presentes nos esgotos urbanos do Algarve e a sua proliferação nos ambientes marinhos;

• Criação de Website para anunciar, dinamizar e publicitar todas as atividades deste projeto, bem como demais observações e resultados.

Na apresentação proferida pela Investigadora doutora Patrícia Pinto, estiveram presentes os alunos das turmas 11.º 1 e 11.º 4, PGEI 2.º ano, PGEI 3.º ano e PEAC 3.º ano e os professores Olga Lima, Rui Dias e Filipe Guerreiro.

A professora responsável pelo acompanhamento deste projeto no agrupamento de escolas Tomás Cabreira, professora Carla Granadeiro, tomou a palavra como oradora, cabendo a si a responsabilidade de apresentar o robô submarino, tendo este sido desenvolvido no ano letivo anterior, com os alunos do curso Profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos, no âmbito do projeto ROV4ALL e que envolveu também o Clube Pr’Oceano.

Fez uma apresentação física do dispositivo na sua forma atual, precedida de uma demonstração presencial do seu funcionamento, mostrando as suas capacidades e potencialidades, promovendo ideias e sugestões para futuros melhoramentos, nomeadamente, a conceção de uma versão atualizada, tendo por finalidade uma adaptação eficiente ao projeto “MicroWaste”.

Durante a sessão a investigadora apresentou dois temas no contexto da sua área de investigação – “Disruptores endócrinos: quando as nossas hormonas são enganadas” e “Um retrato do mundo invisível: O microbioma e a sua importância na vida”.

Esta parceria reforça uma vez mais a preocupação do Agrupamento na defesa dos oceanos.

Leave a Comment