MOTIVAÇÃO


Os oceanos abrigam uma enorme biodiversidade e a sua conservação e exploração sustentável requerem uma melhor compreensão dos vários níveis da vida marinha, desde macro a microrganismos, assim como a avaliação dos impactos antropogénicos no seu equilíbrio. A acumulação exponencial de plástico nos ambientes marinhos tornou-se conhecida pelos efeitos físicos causados em animais marinhos, mas desconhece-se o impacto da sua degradação em micro e nanopartículas, que podem adsorver poluentes químicos e micróbios e potenciar o contacto dos organismos marinhos com misturas tóxicas cujas consequências para a saúde e equilíbrios ambientais são desconhecidas.